Home Raspagem Radicular | Limpeza de Tártaro

Raspagem Radicular | Limpeza de Tártaro

As doenças periodontal e gengival (gengivite) quando se instalam podem comprometer toda a estrutura do dente causando a perda óssea e também do dente. Esses casos ocorrem quando elas se instalam em sua raiz, tornando a gengiva inflamada. Aos poucos chega à base óssea comprometendo a fixação do dente, nestes casos é imprescindível um tratamento de raspagem radicular.

A ida ao dentista permitirá que ele faça uma avaliação cuidadosa de sua situação e verifique as condições de sua gengiva, se há alguma inflamação e o grau em que ela se encontra. Se constatada alguma anomalia, o dentista tomará os procedimentos necessários. Uma delas é a realização de uma raspagem radicular, ou mais conhecida como limpeza de tártaro com o uso de instrumentos manuais e/ou aparelhos ultrassônicos. Esse procedimento consiste em raspar, de forma cautelosa e com extremo cuidado a raiz do dente a fim de reduzir a inflamação que afeta a gengiva e deixá-la lisa, para evitar qualquer saliência que possa acumular placa bacteriana, que pode se desenvolver e comprometer o dente.

Pode ocorrer de a gengiva estar extremamente sensível e inflamada. Nessas situações é recomendada a aplicação de anestesia local antes de mexer no dente, para evitar qualquer dor desnecessária. Às vezes, apenas uma consulta não é suficiente para a realização da raspagem radicular, isso irá depender do acúmulo da placa bacteriana no dente do paciente e a situação da gengiva. Mas o dentista irá avaliar a situação e fará as recomendações necessárias.

Raspagem Radicular

Ir ao dentista periodicamente pode evitar diversos problemas periodontais e gengivais, além de ser imprescindível para a qualidade da saúde bucal. De acordo com os dentistas, o tártaro é uma das incidências mais comuns, afetando a maioria das pessoas em diversos momentos da vida.

O excesso de tártaros na raiz dos dentes pode causar inflamação intensa na gengiva, além de comprometer a estrutura óssea. Para removê-los, é necessário realizar um procedimento chamado raspagem radicular, que consiste em raspar cuidadosamente a raiz dos dentes e reduzir a inflamação e saliências prejudiciais à saúde bucal.

Como é feita a limpeza de tártaro?

A limpeza de tártaro é feita manualmente com o auxílio de instrumentos ultrassônicos que irão remover os tártaros e a placa bacteriana da superfície dos dentes, estendendo-se até a linha da gengiva. O procedimento alisará áreas irregulares de modo a impedir o crescimento da placa bacteriana.

A raspagem radicular é dolorosa?

O procedimento só provocará dor em casos de o tecido gengival estar muito sensível e inflamado, sendo necessária a administração de anestesia. Em alguns casos, será necessária fazer a raspagem em sessões, de acordo com o grau da acumulação dos tártaros. Pode ser preciso a utilização de creme dental dessensibilizante antes e após o procedimento.

O que acontece se eu não fizer a raspagem radicular?

Quanto mais o procedimento for adiado, maior será o acúmulo de placa bacteriana e tártaro, resultando em um quadro grave de inflamação gengival. Neste caso, pode ocorrer sangramento durante a escovação e dores em diversas áreas da gengiva. Além disso, os dentes estarão mais vulneráveis a problemas sérios, como cáries e canal.

Como sei que preciso realizar a raspagem de tártaro?

O surgimento de manchas amareladas junto à raiz do dente é um sinal de que é necessário fazer a remoção dos tártaros. Porém, apenas um dentista poderá fazer a avaliação completa e dizer qual o procedimento mais indicado, afinal existem casos isolados que necessitam ser tratados de forma diferente.

Raspagem radicular, Remoção de Tártaro e Cálculo

Doenças periodontais (nos tecidos que formam a sustentação dos dentes) e gengivas podem, com o tempo, alcançar a raiz dos dentes e o osso alveolar, desencadeando diversos prejuízos para a saúde bucal, caso não recebam o tratamento adequado, como a raspagem radicular, realizada no consultório odontológico.

O agravamento de uma inflamação na gengiva ou na raiz dental pode causar um desgaste ósseo e, consequentemente, a perda do próprio dente. Por isso, é essencial atenção quanto ao aspecto da gengiva para que a doença seja identificada o quanto antes, possibilitando o início do tratamento o mais rápido possível.

Primeiros sinais da existência da gengivite ou periodontite

• Dor ou alta sensibilidade na gengiva;

• Coloração diferenciada mais escura que o normal;

• Gengiva dilatada;

• Recuo da gengiva se afastando do dente.

Somente um dentista poderá identificar a existência de uma gengivite e recomendar a melhor forma de combater a doença.

O que é a raspagem radicular?

A raspagem radicular consiste em raspar a raiz do dente para reduzir a inflamação, retirando o tártaro e placa bacteriana que desencadearam esse quadro. O procedimento é realizado de forma extremamente cautelosa e delicada, evitando ferimentos e sensibilidade na região.

O resultado é uma raiz dental mais lisa, sem qualquer saliência que possa contribuir com o acúmulo de placa bacteriana, reduzindo o processo inflamatório.

Muitas pessoas podem considerar comum a presença de tártaro nos dentes, porém, ao consultar um odontologista, ele pode indicar a necessidade de retirar esse tártaro para garantir a saúde bucal. O excesso de tártaro nos dentes atinge a gengiva e é o principal causador de inflamações e infecções bucais. A raspagem radicular é indicada para a remoção do tártaro que pode já ter alcançado a raiz dos dentes, evitando o desenvolvimento de uma inflamação.

Como é feita a raspagem radicular?

A RCM odontologia conta com os equipamentos manuais e ultrassônicos mais modernos para realizar a raspagem radicular. O procedimento não causa nenhum tipo de dor ou desconforto, apenas se estiver muito inflamada. Nesse caso, pode existir a necessidade de aplicação de anestesia local.

Esses instrumentos possibilitam a total eliminação do tártaro e da placa bacteriana e pode ser preciso mais de uma sessão para concluir a raspagem radicular, dependendo do grau de acúmulo do tártaro. Pode ser necessário também a utilização de um creme dental dessensibilizante antes e após o procedimento.

É essencial que a raspagem radicular seja realizada assim que o dentista identificar sua necessidade, pois o acúmulo de placa bacteriana e tártaro resultam em um quadro grave de inflamação bucal, caracterizada pela alta sensibilidade da gengiva, presença de sangramento durante a escovação dental, além do aumento da vulnerabilidade dos dentes, que podem ser mais facilmente acometidos pelas cáries e doenças endodônticas.

O que é o tártaro e cálculo dentário retirado na raspagem radicular?

O tártaro, também conhecido como cálculo dental, é resultado da calcificação da placa bacteriana ou biofilme dental. Além de prejudicar a saúde bucal, o tártaro pode ser considerado também um desconforto estético, já que absorve mais facilmente as manchas, devido a sua porosidade, resultando em uma placa de cor mais escurecida que os demais dentes.

A placa bacteriana é incolor, porém, ao ser mineralizada e transformada em tártaro, adquire uma coloração amarelada ou marrom e pode ser identificada na superfície dos dentes ou na própria gengiva.

Cuidados para evitar a formação de tártaro

A higienização bucal diária, como a escovação e o uso de fio dental, é a principal medida para evitar a formação de tártaro e, consequentemente, a necessidade de realização de uma raspagem radicular. Utilizar um creme dental antitártaro também pode ser uma importante medida preventiva.

Depois que o tártaro é formado, somente um dentista pode realizar sua remoção e tentar retirá-lo sem o auxílio de um especialista pode prejudicar a saúde bucal e causar ferimentos graves. Agende seu horário aqui mesmo pelo site .

Quando o uso da coroa dentária é recomendado

Existem diversos tipos de coroas dentárias. As principais são as coroas de metal, que são produzidas a partir de diversos materiais, como cromo, níquel, ouro, entre outros. Estas coroas têm grande durabilidade. Entretanto, elas incomodam em relação à estética, o que diminui a preferência por elas.

Outro tipo de coroa muito utilizada é a coroa dentária de cerâmica ou porcelana. Atualmente, estas são as mais comuns, pois produzem um resultado estético mais eficiente. Exibem uma cor, tonalidade e efeito muito semelhante aos dentes naturais.

Além destas, temos as coroas de resina, que também produzem um excelente resultado estético, produzindo um efeito muito semelhante ao dente natural. Todavia, não apresentam grande durabilidade, sofrendo desgastes ao longo do tempo. Também não apresentam grande resistência. Comer alimentos mais consistentes, por exemplo, pode ser um perigo.

Dessa maneira, as coroas dentárias são elementos criados a partir de moldes, que são feitos a partir da arcada dentária do paciente. Isso é feito para otimizar o efeito da arcada, assim como produzir um melhor resultado estético ao destinatário da coroa dentária, mais próximo ao natural em relação ao formato, o que promove um sorriso mais harmônico e natural.

As coroas apresentam vantagens e desvantagens. O uso de cada uma delas deve ser estudado de forma individual, avaliando a realidade de cada caso. Apenas assim o dentista pode indicar uma coroa dentária indicada para o seu caso, ou mesmo indicar outra solução, como prótese ou ponte.

Quer marcar uma consulta ou mesmo tirar alguma dúvida?
Deixe o seu contato e te retornaremos o quanto antes.

MARQUE JÁ SUA CONSULTA!

Telefone:(11)2651-4708
WhatsApp: (11)94958-0279
Preciso de ajuda? Converse conosco