Home Extração do Siso

Extração do Siso

A primeira dentição começa a surgir por volta dos dois anos e permanece, aproximadamente, até os oito anos, quando ocorre a queda natural dos chamados “dentes de leite”, dando lugar para o nascimento da segunda dentição ou dentes permanentes.

Os terceiros molares, porém, só irão surgir por volta dos 17 ou 20 anos e o nascimento desses dentes, popularmente conhecidos como “dentes do siso”, pode acarretar diversos problemas para a arcada dentária. Como todos os demais dentes já nasceram, é comum que não exista espaço para o acomodar esses dentes tardios. Sem o espaço adequado para o seu nascimento, os terceiros molares acabam empurrando os demais dentes para que possam surgir, causando dores e desconfortos, além de que podem comprometer o posicionamento dos dentes em toda a arcada dentária.

Em casos mais simples, quando os dentes não têm seu posicionamento afetado pelo nascimento do dente do siso, uma pequena incisão na gengiva pode ser necessária para facilitar o nascimento dos terceiros molares, sem maiores intervenções odontológicas para solucionar o problema. Porém, quando os dentes do siso estão nascendo na posição incorreta comprometendo a saúde bucal, deve ser feita sua remoção para evitar que o surgimento comprometa a estrutura da arcada ou causem ainda mais problemas para os demais dentes.

Quantos dentes do siso existem?

Existem quatro dentes do siso, sendo dois superiores e dois inferiores, localizados à direita e à esquerda da parte posterior da arcada dentária. Existem casos de pessoas que não possuem nenhum dos terceiros molares ou possuem apenas alguns deles.

Cirurgia para extração do dente do siso

Entre os 18 e 20 anos é comum que os dentes do siso comecem a nascer e causem algum incômodo, porém, os chamados “dentes do juízo” podem desencadear doenças bucais em vez de nascerem naturalmente.

Somente um odontologista pode avaliar a condição do nascimento dos dentes do siso e determinar se existe ou não a necessidade de intervenção cirúrgica para extraí-lo. O dentista pode solicitar alguns exames específicos, como raio x que irá identificar toda a estrutura bucal antes de determinar que o dente precise ser extraído.

O cirurgião realizará uma avaliação completa do posicionamento dos dentes e o seu grau de erupção. É necessário ressaltar que, quando existem as condições bucais adequadas, os dentes do siso nascem perfeitamente, sem prejuízos para a saúde e, portanto, não precisam ser retirados.

Sempre é necessário remover os dentes do siso?

Após uma análise minuciosa, o dentista pode identificar que os dentes do siso estão nascendo sem desencadear nenhum prejuízo para a saúde bucal. Esse nascimento saudável dos dentes não precisa ser interrompido por uma intervenção cirúrgica, já que os novos dentes não estão causando dores nem prejudicando os demais dentes da arcada.

Como é a cirurgia para a extração dos terceiros molares?

A cirurgia para a extração dos dentes do siso é realizada no consultório odontológico e o paciente precisa receber uma anestesia local para que o procedimento seja realizado. Caso seja necessário, o dentista pode também administrar um sedativo para controlar o nervosismo ou ansiedade do paciente. A cirurgia tem a duração aproximada de uma ou duas horas e é um processo de baixíssimo risco, que pode ser realizado sem a necessidade de internação do paciente.

Cuidados pós-operatórios a extração do siso

Após a cirurgia de extração dos dentes é essencial que o paciente tenha alguns cuidados para garantir um processo de cicatrização seguro. As principais recomendações são manter uma alimentação líquida ou pastosa durante os três primeiros dias, evitar alimentos muito quentes, escovar os dentes de forma suave, não ingerir bebidas alcoólicas e tomar todos os remédios (analgésicos e anti-inflamatórios) prescritos pelo cirurgião.

Extração do siso Doi?

Toda extração de dente, inclusive do siso, causam desconforto após os procedimentos, por este motivo,
o cirurgião dentista indicará medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos para aliviar as dores causadas pela extração do dente.
É importante o paciente seguir as recomendações do dentista para que a cicatrização e o incômodo causado amenizem com mais rapidez.

Quais os cuidados após a extração do siso

Após a extração do siso é são necessários alguns cuidados, os quais farão diminuir o incômodo e as dores causadas pelo procedimento, como:

  • Ficar em repouso pelo menos por três dias, mantendo a cabeça elevada, para evitar sangramentos e inchaço do local onde foi extraido o dente.
  • Evite exposição ao sol, atividades de grande esforço fisico
  • Evite alimentos gordurosos, muito quentes ou muito duros, pois podem ferir a região e causar sangramento, dificultando a cicatrização.

Quando o uso da coroa dentária é recomendado

Existem diversos tipos de coroas dentárias. As principais são as coroas de metal, que são produzidas a partir de diversos materiais, como cromo, níquel, ouro, entre outros. Estas coroas têm grande durabilidade. Entretanto, elas incomodam em relação à estética, o que diminui a preferência por elas.

Outro tipo de coroa muito utilizada é a coroa dentária de cerâmica ou porcelana. Atualmente, estas são as mais comuns, pois produzem um resultado estético mais eficiente. Exibem uma cor, tonalidade e efeito muito semelhante aos dentes naturais.

Além destas, temos as coroas de resina, que também produzem um excelente resultado estético, produzindo um efeito muito semelhante ao dente natural. Todavia, não apresentam grande durabilidade, sofrendo desgastes ao longo do tempo. Também não apresentam grande resistência. Comer alimentos mais consistentes, por exemplo, pode ser um perigo.

Dessa maneira, as coroas dentárias são elementos criados a partir de moldes, que são feitos a partir da arcada dentária do paciente. Isso é feito para otimizar o efeito da arcada, assim como produzir um melhor resultado estético ao destinatário da coroa dentária, mais próximo ao natural em relação ao formato, o que promove um sorriso mais harmônico e natural.

As coroas apresentam vantagens e desvantagens. O uso de cada uma delas deve ser estudado de forma individual, avaliando a realidade de cada caso. Apenas assim o dentista pode indicar uma coroa dentária indicada para o seu caso, ou mesmo indicar outra solução, como prótese ou ponte.

Quer marcar uma consulta ou mesmo tirar alguma dúvida?
Deixe o seu contato e te retornaremos o quanto antes.

MARQUE JÁ SUA CONSULTA!

Telefone:(11)2651-4708
WhatsApp: (11)94958-0279
Preciso de ajuda? Converse conosco